Caravaggio ~ Suas 5 principais pinturas
Pular para o conteúdo principal

Destaque

Aprenda fazer bandeiras de países no Cubo Mágico

#CuboaoQuadrado
Depois de descobrir como resolver um Cubo Mágico, você pode ficar se perguntando o que fazer com ele. Por que não praticar suas manipulações e ao mesmo tempo ter lições de geografia. Aqui você vai encontrar dezenas de bandeiras de países feita no Cubo Mágico. Como por exemplo: Estados Unidos, França, Itália, Rússia, Argentina, Índia, etc.

Caravaggio ~ Suas 5 principais pinturas

1. Jovem Baco (1596) - Segurando uma taça de vinho e acariciando um laço de veludo, é ao mesmo tempo sensual e insolente.
1. Jovem Baco (1596) - Segurando uma taça de vinho e acariciando um laço de veludo, é ao mesmo tempo sensual e insolente.


Michelangelo Merisi nasceu na pequena aldeia lombarda de Caravaggio, cujo nome depois adotou. Aos 12 anos, seu pai, mestre de obras, o inscreveu no ateliê de Simone Peterzano, um modesto pintor que se intitulava "discípulo de Ticiano". leia mais

2. Cabeça de Medusa (1598) - De expressão aterradora, traz a cabeça decepada e ainda sangrando da personagem mitológica.
2. Cabeça de Medusa (1598) - De expressão aterradora, traz a cabeça decepada e ainda sangrando da personagem mitológica.



3. A Ceia dos Emaús (1600-01) - Existem duas versões desta cena. A primeira é mais dramática. A segunda, feita no fim da vida do artista, mais austera e sombria.
3. A Ceia dos Emaús (1600-01) - Existem duas versões desta cena. A primeira é mais dramática. A segunda, feita no fim da vida do artista, mais austera e sombria.


4. A Crucificação de São Pedro (1600-01) - Comovente e realista, traz um São Pedro que demonstra nos olhos uma dor perturbadora.
4. A Crucificação de São Pedro (1600-01) - Comovente e realista, traz um São Pedro que demonstra nos olhos uma dor perturbadora.


5. A Deposição de Cristo (1600-04) - Talvez a obra mais famosa de Caravaggio. O drama e a teatralidade imperam.
5. A Deposição de Cristo (1600-04) - Talvez a obra mais famosa de Caravaggio. O drama e a teatralidade imperam.

As 10 mais da semana