Gênios da pintura | Estilo Gótico | Simone Martini

Nossa Senhora da Misericódia -
Simone Martini
          Nascido em 1284, o italiano Simone Martini foi provavelmente aprendiz de Duccio, mas recebeu também a influência da obra de Juan Pisano e da nova concepção espacial de Giotto, todos do período conhecido como “Trecento”.

          Sua carreira se iniciou em 1315 com a execução da Majestade no Palácio Público de Siena.
Em 1317, Martini trabalhou em Nápoles para a corte dos Anjou e na Basílica Inferior de Assis, onde realizou os afrescos da Capela de São Martim.
Entre os anos 1320-1328, Simone Martini trabalhou em vários centros, como Pisa, Orvieto e Siena, onde realizou, entre outras obras, o retrato de Guidoriccio de Fogliano e as cenas do Beato Agostinho, o Novo.

          No século XIII, o gótico começa a dar lugar para uma arte que resgata a escala humana. São as primeiras manifestações do que, mais tarde, se chamaria Renascimento e foi dividido em três fases: “Trecento” (século XIV), “Quatrocento” (século XV) e “Cinquecento” (século XVI).

          A principal característica desse período conhecido como Trecento é o surgimento da ilusão de profundidade nas obras. Giotto (veja mais sobre este pintor nesta série) é o seu maior expoente e realiza em seus afrescos verdadeiros manifestos pictóricos e teológicos que causaram furor em sua época. 

Veja pinturas Góticas clicando aqui

Comente com o Facebook: